Nota Mental

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

| | | 3 comentários


"Eu vivo das poesias que componho, dos livros que leio, dos amores que amo, da raiva que sinto, das vontades que carrego, das brigas que arranjo. Eu vivo das palavras sussurradas, das declarações impensadas, das opiniões omitidas, do sentimento sofrido, das chances não tiradas, da procura por alguém do encontro de ninguém, das inúmeras caídas e das vezes que levanto. Eu vivo do sofrimento que me exponho, do isolamento ao qual me proponho, de acreditar no meu sonho"
(autor desconhecido)


=)