Nada é por acaso

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

| | | 2 comentários
Um texto que vi no Facebook e me chamou atenção.
Achei que deveria postar, porque além de bem escrito descreve uma situação expectativa, de ansiedade, que é tipica dos apaixonados. 
Simplesmente lindo

=)



"Eles se amam. Todo mundo sabe mas ninguém acredita.
Não conseguem ficar juntos. Simples. Complexo. Quase impossivel.
Ele continua vivendo sua vidinha idealizada e ela continua idealizando sua vidinha.
Alguns dizem que isso jamais daria certo. Outros dizem que foram feitos um para o outro.
Eles preferem não dizer nada. Preferem meias palavras e milhares de coisas não ditas.
Ela quer atitudes, ele quer ela.
Todas as noites ela pensa nele, e todas as manhãs ele pensa nela.
E assim vão vivendo até quando a vontade de estar com o outro for maior do que os outros.
Enquanto o mundo vive lá fora, dentro de cada um tem um pedaço do outro.
E mesmo sorrindo por ai, cada um sabe a falta que o outro faz. Nunca mais se viram, nunca mais se tocaram e nunca mais serão os mesmos.
É fácil porque os dias passam rápidos demais, é difícil porque o sentimento fica, vai ficando e permanece dentro deles. E todos os dias eles se perguntam o que fazer. E imaginam os abraços, as noites com dores nas costas esquecidas pelo primeiro sorriso do outro. E que no momento certo se reencontrem e que nada, nada seja por acaso."

(Ju Carrascoza)

Quadrilha

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

| | | 0 comentários

João amava Teresa que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili
que não amava ninguém.
João foi para os Estados Unidos, Teresa para o convento,
Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia,
Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes
que não tinha entrado na história.

(Carlos Drummond de Andrade)


=)

CHOCOLATE SUIÇO

terça-feira, 23 de outubro de 2012

| | | 0 comentários



A semana estava começando e já era um corre-corre: papeis espalhados pela mesa; telefone, celular e rádio que não paravam de tocar; e-mail pipocando na caixa de entrada; propostas que precisavam ser enviadas; reunião de última hora e pessoas falando, falando e falando...
Já era tarde quando consegui sair do escritório. Peguei meu carro, liguei o som e sai. O objetivo era, depois de um dia exaustivo de trabalho, voltar para casa, tomar um longo banho quente e descansar. Mas estava tão cansada, com mil pensamentos desconexos, que decidi dar uma passadinha no shopping para espairecer.
E que mulher não gosta de passear pelo shopping? Nem que for para tomar um café, andar entre os corredores, ver as novidades, as vitrines e as pessoas...
Em todos os corredores, algo fazia com que eu me lembrasse dele a cada instante. E como não me lembrar? A loja de perfumes tem o seu cheiro; os sapatos italianos, o estilo. A camisaria? O modelo da vitrine é requintado, bem costurado, com caimento perfeito, como ele gosta. Ah! Vejo-o em cada detalhe, em cada minúcia...
Um presente? Uma lembrança? Um momento!
O empório estava a alguns passos, repleto de aromas e sabores. Queijos, vinhos, especiarias... O chopp alemão, o vinho italiano, o chapagne francês, o chocolate suíço... Chocolates finos? Puro cacau. Lembra-me os beijos doces e quentes.
- Uma caixa, por favor. Embrulhada para presente.
E como tirá-lo de mim?
É um vicio!


=)

Arte de Amar

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

| | | 0 comentários
Se queres sentir a felicidade de amar, esquece a tua alma.
A alma é que estraga o amor.
Só em Deus ela pode encontrar satisfação.
Não noutra alma.
Só em Deus — ou fora do mundo.
As almas são incomunicáveis.
Deixa o teu corpo entender-se com outro corpo.
Porque os corpos se entendem, mas as almas não.

(Manuel Bandeira)



OBS.:  Eu gostaria de ouviu Antonio Abujamra declamando esse poema.
Juro que tentei procurar um video no YouTube, mas sem sucesso.

DÚVIDA

terça-feira, 16 de outubro de 2012

| | | 2 comentários
Procuro um desfecho
E são muitas direções
Uma rua sem saída, um labirinto,
Um vírus que corrói, que consome
A alma não se aquieta
E o pensamento voa...
O cérebro procura e não vê
O tempo não passa
Solução, cadê você?


=)

FRASE DO DIA...

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

| | | 2 comentários
O amor é a sabedoria dos loucos e a loucura dos sábios.

(Samuel Johnson)



=)

Vou me lembrar de você

domingo, 14 de outubro de 2012

| | | 2 comentários



Enquanto houver você do outro lado
Aqui do outro eu consigo me orientar
A cena repete a cena se inverte
Enchendo a minha alma daquilo que outrora eu deixei de acreditar
Tua palavra, tua história
Tua verdade fazendo escola
E tua ausência fazendo silêncio em todo lugar
Metade de mim
Agora é assim
De um lado a poesia o verbo a saudade
Do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim
E o fim é belo incerto... depende de como você vê
O novo, o credo, a fé que você deposita em você e só
Só enquanto eu respirar
Vou me lembrar de você
Só enquanto eu respirar..
Enquanto houver você do outro lado
Aqui do outro eu consigo me orientar
A cena repete a cena se inverte
Enchendo a minha alma d'aquilo que outrora eu deixei de acreditar
Tua palavra, tua história
Tua verdade fazendo escola
E tua ausência fazendo silêncio em todo lugar
Metade de mim
Agora é assim
De um lado a poesia o verbo a saudade
Do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim
E o fim é belo incerto... depende de como você vê
O novo, o credo, a fé que você deposita em você e só
Só enquanto eu respirar
Vou me lembrar de você
Só enquanto eu respirar..
Metade de mim
Agora é assim
De um lado a poesia o verbo a saudade
Do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim
E o fim é belo incerto... depende de como você vê
O novo, o credo, a fé que você deposita em você e só
Só enquanto eu respirar
Vou me lembrar de você
Só enquanto eu respirar..
(Teatro Mágico)

UM JEANS E NADA MAIS

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

| | | 0 comentários




Depois de longos anos nos reencontramos.
Ela estava linda... tão simples e tão bonita.
De cara lavada, jeans e camiseta... tão despojada e tão feminina.
Tentei me controlar ao lado dela, mas é impossível não deseja-la. A sensualidade exala através de seu sorriso espontâneo e me embebeda.
As palavras me faltam quando estou ao lado desta bela mulher. Sinto-me tão tolo, mal sei o que falar. Sei apenas que quero tê-la em meus braços... apenas mais uma vez, uma única vez...
Não ouço nada!
As pessoas conversam e eu não compreendo, apenas ela é o foco.
Tento aproximar-me, quero interagir...  Escapa-me entre os dedos.
Uma carona?

=)