BALANÇO FINAL

domingo, 21 de junho de 2009

| | | 4 comentários
Acabou o que sequer começou...
E chegou a hora de parar para fazer o balanço.
Analisar tudo o que passou, tudo o que foi vivenciado e tirar algum aprendizado
Por que senão, de que adiantou?
Se não aprendeu nada, para que serviu?
De uma visão à la Polianna, pontuo que...
... aprendi a respeitar mais as diferenças;
... compreendi melhor o comportamento humano;
... convivi em harmonia com as diversidades;
... respeitei a fuga;
... aceitei o momento de refúgio;
... entendi porque nem sempre tudo é o que parece ser;
... cedi em prol do meu próximo;
... valorizei mais o amor que recebi dos meu pais,
porque só damos aquilo que temos para dar e dando que se recebe;
... agradeci porque tenho meus amigos, o meu apoio
... imaginei quão triste seria se não fosse assim.
E do balanço final, subi mais um degrau.
Agora sou mais forte, mais completa, mais humana.

=)

DEU UMA PREGUICINHA...

quinta-feira, 18 de junho de 2009

| | | 4 comentários
Eu confesso... deu uma preguicinha de pular da cama essa madrugada para vomitar, isso mesmo, vomitar o rascunho do texto que nasceu durante a madrugada.
Estava muito frio, a cama estava quentinha e eu tinha conseguido me aconchegar naquele instante. Ir até o outro quarto, é, outro quarto porque sou uma "sem quarto", e pegar meu caderno, meus rascunhos não seria lá uma boa idéia.
Aqui vale um parenteses: escrevo à moda antiga sim! Amo tecnologias, mas coloco as idéias primeiro no papel e só depois transfiro para o PC (rs). E você? Você sabe o quanto é gostoso rabiscar? Rabiscar no sentido literal da palavra: papel, lápis...
A sensação é fantástica, experimente!
Só lembro que pensei: "Aaaaai, agora... Putz, que preguiça! Está frio... amanhã escrevo isso".
Enfim, para concluir, perdi o poema.
Que loucura!!! Como eu pude fazer isso?
Não sei, só sei que foi assim.
Você pode ainda me perguntar: "Brotam idéias de madrugada?"
Com carinho, respondo-lhe: "De madrugada sim. E o cérebro lá tem hora para trabalhar?"
Essa não é a primeira vez que isso me acontece e com certeza não será a última.
Sinceramente, espero que meu cérebro continue trabalhando muito!

=)

SÓ VOCÊ ME CONHECE

segunda-feira, 8 de junho de 2009

| | | 2 comentários
Estamos tão distantes,
E ao mesmo tempo tão perto.
Há tanto tempo... parece que era ontem
É tudo tão claro, tão simples
É sólido, rígido, duradouro
É franco, direto, exato.
Como 2 + 2 = 4
É! Não é!
É sim! Veja bem...
Eu não concordo, mas te respeito...
Tudo bem, gosto de você mesmo assim...
Em cada detalhe, lembro de você
Pra você... é a sua cara!
É alguém que me conhece como eu a mim mesma.
Meu amigo, meu irmão, te amo!

=)

ANGUSTIA

sábado, 6 de junho de 2009

| | | 4 comentários
Ah! Que angustia que me dá
Te ver e não poder te tocar
O tempo não passa...
Ando de um lado para outro
Invento mil e umas
E o ponteiro do relógio parece não colaborar
É difícil querer falar e não poder
Querer entender o incompreensível
Querer esquecer o que está aqui cravado.
Me seguro... Ah! Que angústia...
Eu quero gritaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaar
E você? Onde está que não pode me ouvir?

=)