ANGUSTIA

sábado, 6 de junho de 2009

| | |
Ah! Que angustia que me dá
Te ver e não poder te tocar
O tempo não passa...
Ando de um lado para outro
Invento mil e umas
E o ponteiro do relógio parece não colaborar
É difícil querer falar e não poder
Querer entender o incompreensível
Querer esquecer o que está aqui cravado.
Me seguro... Ah! Que angústia...
Eu quero gritaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaar
E você? Onde está que não pode me ouvir?

=)

4 comentários:

A Palavra Mágica disse...

Tatha,

A espera é terrível, mina toda a nossa resistência.

Ah, descobri uma coisa legal: conversando com uma estudante de biologia, assunto nada a ver com nossos poemas, ela falando sobre extração de óleo para fabricação de perfume, me disse que água e óleo podem se misturar. desde que a água seja destilada.

Aí eu falei para ela sobre o que eu havia escrito e que iria reformular, dizer coisas do tipo: vou destilar todos os meus medos para ficar com você, vou destilar as minhas dores etc. Literalmente viajei. rs

De qualquer modo, fica registrado água e óleo definitivamente se misturam!

Beijos!
Alcides

Lita disse...

Olá _TaTHa_ ,

Muito obrigado pelo comentário que me deixas-te, tambem vim fazer-te uma visita , e ainda bem, porque gostei muito de tudo o que li, e identifiquei-me muitissimo.
Andar deambulando, com o tempo que parece estagnar e numa incerteza constante, é de uma impotência gritante, é uma mágoa cruel....
Como me identifico!!!

Um Beijo
Lita

_TaTHa_ disse...

Alcides

Precisamos aprender a não esperar, não criar esperanças. Mas o que seria do ser humano se não criasse uma aura dourada em torno do objeto desejado? Criasse espectativas, ilusões?
Penso que seria tão duro... Mas penso também que a quebra da espectativa também é dolorosa.

Então água e óleo se misturam?
Adorei os versos do destilado...rs
As viagens são sempre produtivas, assim mesmo! \o/ uRuL!!!

Destilados?
Só se forem os meus drinks...
... o meu suor na pista de dança
... o meu veneno...

=)

_TaTHa_ disse...

Lita!

Vou seguir seu blog, querida
Parece que passamos por experiencias semelhantes e compartilhamos da mesma angustia.
Aqui, o espaço também é seu.
Seja bem vida. Puxe a cadeira, pegue uma bebida... sinta-se a vontade.

=)