FRASE DO DIA...

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

| | | 0 comentários
"Não há ninguém, mesmo sem cultura, que não se torne poeta quando o amor toma conta dele."

(Platão)


=)

AMOR

terça-feira, 13 de novembro de 2012

| | | 0 comentários

Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.
Se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.
Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d’água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.
Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente: o Amor.
Por isso, preste atenção nos sinais - não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O AMOR.

Carlos Drummond de Andrade


=)

NASCE UMA BALZAQUIANA

terça-feira, 6 de novembro de 2012

| | | 2 comentários



É engraçado...
Quando somos crianças, queremos ser grande. Quando crescemos, queremos voltar a ser criança e assim começamos a sentir saudade. Rever alguns conceitos, pensar, repensar, refletir.
Então relembro o tempo em que era apenas uma garotinha e não tinha obrigações, tudo era brincadeira! Quando adolescente, apenas estudar.
E cá entre nós, frequentar o colégio não era tão ruim assim...
Eu confesso, foi o melhor tempo da minha vida!
As travessuras durante as aulas: piadinhas, bilhetes trocados, colas e conversa paralela. Os almoços com a turma eram praticamente uma invasão juvenil no restaurante. O intervalo, a cantina e a preguiça de retornar à aula. Tudo vai ficar na memória
Naquela época os grupos de estudo não passavam de uma oportunidade para fofocar, estar mais um período com os amigos e se divertir. OK! Podemos dizer que em algum momento nós estudávamos.
Os fins de semana tinham programações imensas, tudo era minuciosamente planejado já na 2ª feira e o sábado era, sem dúvida, o dia mais esperados. Era o dia da balada, da festa, do baile. Era o dia de ver os paqueras. E todos os garotos eram definitivamente verdadeiros príncipes encantados.
Ao fim da festa, suspiros e mais suspiros...
Ah... como era bom!
A faculdade já exigiu mais, afinal, com 18-20 anos, espera-se outra postura de um universitário. É o momento da escolha da profissão e do preparo para a vida adulta.
O mundo é mal, o mercado é cruel e não há perdão!
A sociedade espera uma postura profissional, sucesso, uma família construída, obrigações cumpridas, deveres em dia, ética, responsabilidade. Acabou a diversão e tudo tem hora! Mas o tempo não perdoa. Ele voa e escorre entre os dedos.
Quinze anos, vinte anos, trinta anos.
Nasce uma balzaquiana!
Um filme passa em nossa memória. Os pais que antes eram caretas, hoje fazem falta, os amigos estarão sempre ao nosso lado, os colegas menos íntimos cumpriram sua missão, acrescentaram alguma lição, deixaram um aprendizado e seguiram o seu respectivo caminho. Os amores, ah, os amores são sempre inesquecíveis...
Como dizia Osho, “Envelhecer qualquer animal é capaz. Desenvolver-se é prerrogativa dos seres humanos, somente uns poucos reivindicam esse direito”. Temos então oportunidade de aprender com as nossas experiências e melhorar a cada dia, a cada novo ciclo, uma nova experiência, um aprendizado.
A maturidade nos dá mais traz tolerância, mais paciência e mais calma. Confere segurança, permite autoconhecimento, expande os limites, amplia os horizontes e mostra a vida de outra forma.
Só sei que durante todo esse percurso, chorei, machuquei e aprendi. Porque afinal, eu vivi!



“A mulher de 30 anos tem atrativos irresistíveis”
(Honoré de Balzac)


=)





Nada é por acaso

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

| | | 2 comentários
Um texto que vi no Facebook e me chamou atenção.
Achei que deveria postar, porque além de bem escrito descreve uma situação expectativa, de ansiedade, que é tipica dos apaixonados. 
Simplesmente lindo

=)



"Eles se amam. Todo mundo sabe mas ninguém acredita.
Não conseguem ficar juntos. Simples. Complexo. Quase impossivel.
Ele continua vivendo sua vidinha idealizada e ela continua idealizando sua vidinha.
Alguns dizem que isso jamais daria certo. Outros dizem que foram feitos um para o outro.
Eles preferem não dizer nada. Preferem meias palavras e milhares de coisas não ditas.
Ela quer atitudes, ele quer ela.
Todas as noites ela pensa nele, e todas as manhãs ele pensa nela.
E assim vão vivendo até quando a vontade de estar com o outro for maior do que os outros.
Enquanto o mundo vive lá fora, dentro de cada um tem um pedaço do outro.
E mesmo sorrindo por ai, cada um sabe a falta que o outro faz. Nunca mais se viram, nunca mais se tocaram e nunca mais serão os mesmos.
É fácil porque os dias passam rápidos demais, é difícil porque o sentimento fica, vai ficando e permanece dentro deles. E todos os dias eles se perguntam o que fazer. E imaginam os abraços, as noites com dores nas costas esquecidas pelo primeiro sorriso do outro. E que no momento certo se reencontrem e que nada, nada seja por acaso."

(Ju Carrascoza)

Quadrilha

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

| | | 0 comentários

João amava Teresa que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili
que não amava ninguém.
João foi para os Estados Unidos, Teresa para o convento,
Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia,
Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes
que não tinha entrado na história.

(Carlos Drummond de Andrade)


=)

CHOCOLATE SUIÇO

terça-feira, 23 de outubro de 2012

| | | 0 comentários



A semana estava começando e já era um corre-corre: papeis espalhados pela mesa; telefone, celular e rádio que não paravam de tocar; e-mail pipocando na caixa de entrada; propostas que precisavam ser enviadas; reunião de última hora e pessoas falando, falando e falando...
Já era tarde quando consegui sair do escritório. Peguei meu carro, liguei o som e sai. O objetivo era, depois de um dia exaustivo de trabalho, voltar para casa, tomar um longo banho quente e descansar. Mas estava tão cansada, com mil pensamentos desconexos, que decidi dar uma passadinha no shopping para espairecer.
E que mulher não gosta de passear pelo shopping? Nem que for para tomar um café, andar entre os corredores, ver as novidades, as vitrines e as pessoas...
Em todos os corredores, algo fazia com que eu me lembrasse dele a cada instante. E como não me lembrar? A loja de perfumes tem o seu cheiro; os sapatos italianos, o estilo. A camisaria? O modelo da vitrine é requintado, bem costurado, com caimento perfeito, como ele gosta. Ah! Vejo-o em cada detalhe, em cada minúcia...
Um presente? Uma lembrança? Um momento!
O empório estava a alguns passos, repleto de aromas e sabores. Queijos, vinhos, especiarias... O chopp alemão, o vinho italiano, o chapagne francês, o chocolate suíço... Chocolates finos? Puro cacau. Lembra-me os beijos doces e quentes.
- Uma caixa, por favor. Embrulhada para presente.
E como tirá-lo de mim?
É um vicio!


=)

Arte de Amar

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

| | | 0 comentários
Se queres sentir a felicidade de amar, esquece a tua alma.
A alma é que estraga o amor.
Só em Deus ela pode encontrar satisfação.
Não noutra alma.
Só em Deus — ou fora do mundo.
As almas são incomunicáveis.
Deixa o teu corpo entender-se com outro corpo.
Porque os corpos se entendem, mas as almas não.

(Manuel Bandeira)



OBS.:  Eu gostaria de ouviu Antonio Abujamra declamando esse poema.
Juro que tentei procurar um video no YouTube, mas sem sucesso.

DÚVIDA

terça-feira, 16 de outubro de 2012

| | | 2 comentários
Procuro um desfecho
E são muitas direções
Uma rua sem saída, um labirinto,
Um vírus que corrói, que consome
A alma não se aquieta
E o pensamento voa...
O cérebro procura e não vê
O tempo não passa
Solução, cadê você?


=)

FRASE DO DIA...

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

| | | 2 comentários
O amor é a sabedoria dos loucos e a loucura dos sábios.

(Samuel Johnson)



=)

Vou me lembrar de você

domingo, 14 de outubro de 2012

| | | 2 comentários



Enquanto houver você do outro lado
Aqui do outro eu consigo me orientar
A cena repete a cena se inverte
Enchendo a minha alma daquilo que outrora eu deixei de acreditar
Tua palavra, tua história
Tua verdade fazendo escola
E tua ausência fazendo silêncio em todo lugar
Metade de mim
Agora é assim
De um lado a poesia o verbo a saudade
Do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim
E o fim é belo incerto... depende de como você vê
O novo, o credo, a fé que você deposita em você e só
Só enquanto eu respirar
Vou me lembrar de você
Só enquanto eu respirar..
Enquanto houver você do outro lado
Aqui do outro eu consigo me orientar
A cena repete a cena se inverte
Enchendo a minha alma d'aquilo que outrora eu deixei de acreditar
Tua palavra, tua história
Tua verdade fazendo escola
E tua ausência fazendo silêncio em todo lugar
Metade de mim
Agora é assim
De um lado a poesia o verbo a saudade
Do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim
E o fim é belo incerto... depende de como você vê
O novo, o credo, a fé que você deposita em você e só
Só enquanto eu respirar
Vou me lembrar de você
Só enquanto eu respirar..
Metade de mim
Agora é assim
De um lado a poesia o verbo a saudade
Do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim
E o fim é belo incerto... depende de como você vê
O novo, o credo, a fé que você deposita em você e só
Só enquanto eu respirar
Vou me lembrar de você
Só enquanto eu respirar..
(Teatro Mágico)

UM JEANS E NADA MAIS

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

| | | 0 comentários




Depois de longos anos nos reencontramos.
Ela estava linda... tão simples e tão bonita.
De cara lavada, jeans e camiseta... tão despojada e tão feminina.
Tentei me controlar ao lado dela, mas é impossível não deseja-la. A sensualidade exala através de seu sorriso espontâneo e me embebeda.
As palavras me faltam quando estou ao lado desta bela mulher. Sinto-me tão tolo, mal sei o que falar. Sei apenas que quero tê-la em meus braços... apenas mais uma vez, uma única vez...
Não ouço nada!
As pessoas conversam e eu não compreendo, apenas ela é o foco.
Tento aproximar-me, quero interagir...  Escapa-me entre os dedos.
Uma carona?

=)

Amarello Amor

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

| | | 1 comentários
Unica coisa que posso dizer...
Vale a pena ver o video:
O texto é perfeito... afinal... um amor vivido, jamais esquecido.



=)