MEU CASTELINHO

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

| | |
Quando penso que vou colocar a última peça no castelo de cartas, o vento insiste e sopra mais forte... E meu mundo vem abaixo novamente.
As dúvidas que pareciam estar esclarecidas
As angustias, mais amenas
E os problemas, solucionados.
Tudo estava calmo e tranqüilo, seguia-se o rumo natural.
De repente, o vulcão adormecido entra em erupção e coloca, novamente, à beira do caos.
A cicatriz se abre
A pele se rompe
E a dor retorna...
O castelo de cartas está no chão.

=)

3 comentários:

A Palavra Mágica disse...

Tatha,

De cartas não se faz castelos, tampouco de sonhos.

Desculpe, talvez este comentário tenha sido forte, mas foi o que me ocorreu quando li o seu belo texto.

Um beijo!
Alcides

_TaTHa_ disse...

Alcides!!!!
Que delicia, vc por aki!
Seu comentário é muito pertinente, mas nem sempre no momento oportuno nos damos conta disso, não é mesmo.
Como dizem, aprendemos com os erros e que Deus nos dê força e paciência para entender tudo isso

=)

Creezy disse...

mas quanta palavra de sabedoria por aqui!!
you both ROCK!!!

rs

beijos!!!