O QUE COMPLETA VOCÊ?

quarta-feira, 3 de março de 2010

| | |
Dia destes estava conectada no Windows Live, quando vejo um post que dizia assim: “o que completa você?”. A pergunta pareceu-me provocativa, instigante e demandava por uma resposta ampla e filosófica. Fiquei imaginando o que as pessoas responderiam quando perguntadas: “o que completa você?”

Pressuponho que as respostam sejam as mais diversas.

Imaginei que muitas pessoas elencariam bens de consumo grandiosos: carros importados esportivos, mansões magníficas, jato particular, festa de casamento em castelos europeus, passar o resto da vida numa ilha paradisíaca particular com diversos empregados ao bel prazer... Outras, talvez, com sonhos mais simples: concluir os estudos, comprar a casa própria, arrumar um emprego, encontrar o príncipe encantado, casar, ter filhos...

Blá, blá, blá...

E quando tais desejos são alcançados, você está completo?
Sentir-se-á satisfeito? Penso que queira mais, sempre mais, mais e mais. Buscará outros objetivos, traçará novas metas e logo depois, sentirá um profundo vazio: eterna insatisfação humana.

Encaro essa questão por um lado mais subjetivo e mais humano. Penso na realização pessoal pautada em bens intangíveis, em sensações, em vivência e experiências que enchem minha memória, que trazem alegria a minha lembrança, que me fazem rir espontaneamente, que me permitam dançar...

De que adianta um superesportivo conversível, se não pode sentir a sutileza do vento? De que adianta uma mansão grandiosa, se não há amigos e família para encher a sala de jantar? De que adianta o piano, se a música não lhe envolve? De adianta uma casa de campo, se a beleza das flores não lhe encanta, se o cheiro de mato não lhe agrada e se o canto dos pássaros lhe incomodam? De que adianta ter (desejar) tanta e tantas coisas, se o simples escapa entre os dedos.

De que adianta? De que adianta?


=)

2 comentários:

A Palavra Mágica disse...

Tatha,

Essa pergunta trás mesmo respostas diversas e precisa, sim, de uma resposta ampla e filosófica.

Me lembrei de um dia na faculdade, uma colega de outra sala perguntou:


- Onde você gostaria de estar agora?
Ficou espantada quando eu respondi: - Aqui!

Beijos!
Alcides

_TaTHa_ disse...

Alcides!

Loucura, loucura, loucura
Confesso q fiquei meio atonita ao ler o questionamento.
Depois fiquei pensando, pensando, pensando...
Valores. Tudo questão de valores, conceitos que aprendemos...

Complexo, hein

Bjo
=)