Ela é bruta, ela é doce

quarta-feira, 18 de maio de 2016

| | |
Acho que nunca, em minhas andanças pela net, encontrei um texto que pudesse me descrever tao bem. E nao hesitarei em compartilha-lo aqui

=)




Ela é bruta como uma pedra e frágil como uma flor.
Ela é brava como um touro, mas o seu coração é cheio de amor.
Ela é orgulhosa, ela briga, ela brinca, tem os seus chiliques, os seus ataques de ciúmes, mas também sabe admitir quando está errada, pede desculpas, vai atrás, sabe deixar o seu orgulho de lado e ouvir o seu coração.
Ela é meio louca, pula, grita, canta, sabe provocar o sorriso em qualquer um. Ela pode ser antipática para quem não conhece, mas quem convive com ela sabe que ela é um amor de pessoa.
Ela parece ser fria, durona, chata, metida e irritante, mas no fundo ela é meiga, doce, querida, simpática e gosta de ajudar os outros.
Ela parece ser doida varrida, psicopata, paranóica, mas ela é totalmente diferente, cuida de quem ama e dá atenção a quem precisa, dá amor e carinho a quem merece.
Ela pode estar cheia de problemas no mundo, mas ela não vai negar um sorriso, não vai virar as costas a um amigo, ela não vai fazer nada que machuque outra pessoa.
Ela não é perfeita, mas ela faz o melhor que pode para ser a melhor pessoa do mundo.
Ela pode ser teimosa, mas sabe ouvir, conversar e dar conselhos a quem precisa.
Ela é cheia de qualidades e defeitos, mas sabe usar isso bem para trazer paz às pessoas.
Ela tira qualquer um do sério, mas sabe a hora de brincar e a hora de parar, sabe a hora de dar bronca, mas sabe a hora de apoiar.
Talvez ela seja bipolar, uma hora está bem e outra não, mas ela nunca vai deixar de ser quem ela é por causa dos outros ou pelo que os outros falam.
Ela é menina por dentro e mulher por fora.
Ela é única, ela é especial, sabe ser chapeuzinho vermelho, mas quando precisa é o lobo mau.
Ela é atrevida, ousada, vai até onde consegue e não fica calada.
Ela luta pelo que quer, faz o que tem vontade, já sofreu, já sorriu, agora ela só vive um dia de cada vez.
Ela é tudo isso e mais um pouco. Talvez o pouco que poucos conheçam, talvez o pouco que ninguém conhecerá, ou talvez o pouco que só alguns merecem conhecer.

Fonte: Papo Sincero

0 comentários: