_________________

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

| | |
Queria um pouco de estabilidade.
Na verdade, queria muita.
To cansada de vomitar nas montanhas-russas.
Queria a linha horizontal... a tênue e sempre linha do horizonte...

(suspiro)

2 comentários:

A Palavra Mágica disse...

Cris,

É muito bom olhar a linha do horizonte. Mas para que? A gente nunca chega nesse tal horizonte. É apenas uma linha distante.

Bom seria brincar de carrinho de bate-bate, ali ninguém se machuca. Por outro lado, ninguém pede desculpas.

No carrossel a gente gira, gira e não sai do lugar.

É chato vomitar, mas se não fossem as montanhas-russas a gente nunca sentiria aquele frio na barriga.

Beijos!
Alcides

_TaTHa_ disse...

ARRASOU, Alcides.
Concordo em gênero, número e grau...
Que venham os sobe-desce, os loopings, o frio na barriga e os risos ao ver que foi perfeito.

=)