Pensamento Cris

terça-feira, 4 de março de 2008

| | |
Amar e sofrer;
Amar e doar-se;
Amar e ser.

Ser no sofrimento. Descobrir-se, aflorar-se, desvendar-se.
Na miséria da amargura, um mundo novo se desnuda
no âmago de si enquanto se experimenta desconsolo e pobreza.
No luto, transformação.

2 comentários:

Flávia Fabri Cesário disse...

Lindos poemas! Quanta inspiração!
Como é o processo de criação desses textos? Vôcê lê, ouve, vê algo e já escreve? Ou constrói na mente a idéia do texto e depois de um tempo coloca no papel?
No meu caso, eu preciso escrever na hora. Se deixar pra depois, esqueço, perco a idéia.
Beijos e Parabéns!

Cris disse...

Oi querida!

Fico feliz com suas palavras. Obrigada!
Sobre o processo de criação, algumas coisas me inspiram e, como você, na grande maioria das vezes eu preciso escrever na hora. Por isso carrego sempre um caderninho na bolsa. Não posso perder a oportunidade.
Mas, normalmente, músicas me inspiram. Livros também. E lógico, meu estado de espírito deve estar em conformidade, no clima, sabe? se não, nem rola.
Os três que postei ontem, eu os escrevi ou vindo Chico Buarque, aqui no escritório, depois do horário de trabalho, olhando para fora (janela). Enfim, é isso.
Seus textos também são muito bons, bem diferentes dos meus. Tem uma cara mais de Revista. É gosotoso de ler. Mas assim, como vc escreve, eu já tenho mais dificuldade.
Bem, ainda bem que somos diferentes, não é?!

BJOS!