Sentimento

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

| | |
O vazio do vazio.
Um não-ter-o-que fazer.
Um nada quase absoluto.
Um amor calado.
Uma fala muda.
Uma não-ação, um não-impulso, um não adianta.
Uma coisa mórbida,
Quieta.
Quieta!

0 comentários: