Ato Fingido

quarta-feira, 16 de julho de 2008

| | |
O ato fingido
Deixou escondido
O sentimento que você
Não soube expressar.
Virou o seu rosto
Dixou em meu rosto
A impressão de que eu não
Nasci pra você.
Não deu uma chance
Pro nosso romance
Olhou, fingiu que não me viu,
E me fez chorar.
Foi tanto engano,
Pois eu não sabia
Que aquele sonho de amor
Não me pertencia.
E, agora, chorando
Não tenho argumentos
Pra poder te convencer
Que já te esqueci.
Forjou os seus atos
Melhor que um ator
E eu fiquei ali pensando
Que eram atos de amor.

A sentinela do meu sonho dormiu
E, len ta men te, o amor fugiu...

2 comentários:

_TaTHa_ disse...

ATO FINGIDO
Muuuuuuito bom o conceito e o titulo desse texto.
Agora pergunto, pq criamos mascaras, posturas e fingimos um sentimento ao inves de assumir logo td aquilo que somos e sentimos?

Bjo
=)

Lunatiquices disse...

Já te disse isso, eu acho...ando tão doida...rs...mas as vezes vc escreve o que está no fundo da minha mente...Dez!Beijocas!