MUDAR FAZ PARTE

quarta-feira, 2 de abril de 2008

| | |
O tempo vai passando e algumas coisas vão mudando.
Às vezes, as transições são tão simples que passam despercebidas e às vezes nos causam tantos conflitos e nos colocam em meio a um turbilhão de questionamentos.
E você? Já parou para pensar que o tempo passa e que as coisas mudam?
... que as responsabilidades aumentam?
... que as músicas que você ouve já não são mais as mesmas?
... que os lugares que você freqüentava, não freqüenta mais...
... que seus conceitos mudaram e o que antes era rotulado como “sei lá o que” agora é uma “pérola” e assumiu alto grau de importância. E aquilo que era uma “relíquia” e ninguém poderia sequer tocar, está prestes a visitar o lixão.
Perceba: seu interesse mudou, seus conhecimentos ampliaram e as dúvidas também. Seu objetivo também mudou e estabilidade é a palavra-chave.
Estabilidade financeira, estabilidade emocional (é isso mesmo: o velho ditado “casa comida e roupa lavada”), estabilidade, estabilidade e estabilidade. Até seu círculo de amizades mudou, agora você tem muito mais contatos que amigos. As refeições são sempre almoço de negócios, happy hour com os colegas de trabalho.
E como administrar a chegada dos novos conceitos, a ruptura dos antigos e sobreviver a todas essas mudanças? É um passo, um tropeço... uma porta que bate, uma janela que abre...

3 comentários:

Alcides disse...

Tatha,

... uma porta que bate, uma janela que abre...

E às vezes tudo o que precisamos é de uma fresta.

Tem um pensamento creditado ao Paulo Coelho que diz: "Só sentimos medo de perder aquilo que temos, sejam nossas vidas ou nossas plantações.Mas esse medo passa quando entendemos que a nossa história e a história do mundo foram escritas pela mesma mão."

"VIVA E DEIXE VIVER"

Beijos!

Alcides

Cris disse...

Meu! fantastico! Você está nessa fase, né amiga?
Mudar, para mim, é um problema. Eu programei a minha vida de forma metódica. O meu contexto é previsível. Mudanças me deixam quase louca, até neurótica. Não gosto de instabiliaddes e nem de pessoas instáveis.
Agora, mudança está diretamente ligada à maturidade, certo? Crescimento, novas experiências. Essas coisas que dão medo e frio na barriga. Particularmente, odeio me sentir assim, em chão novo, tudo novo e muitas vezes postergo várias coisas, por medo do amanhã. edo de " o que será se for diferente?"
Mas tem vezes que a gente não escolhe, não é?! A mudança ACONTECE.

é avida, José!

mandou bem!
bjos

_TaTHa_ disse...

ALCIDES/CHRIS!

Primeiramente, obrigada pelos comentários.
Realmente o processe de mudañça é um aprendizado e um amadurecimento.
Às vezes não conseguimos enxergar as frestas e batemos um pouco a cabeça. Mas hoje eu já entendo que as mudanças são sempre positivas e fazem parte do processo.

Otima semana a todos
Bjaaaaaum
=)